Ideias e poesias, por mim próprio.

Domingo, 11 de Março de 2012
Portugal: Estado de Direito ou Estado da Imunidade dos Criminosos da Política?

O BPN será, afinal, um caso de incontinência e impunidade da alta política portuguesa?

Percebe-se agora que o “affaire BPN” contém um número demasiado grande para caber nos jornais : € 9.710.600.000,00!!!

Cavaco Silva  beneficiou da especulativa e usurária burla que levou o BPN à falência.
Em 2001, ele e a filha compraram (a 1 euro por acção, preço feito por Oliveira e Costa) 255.018 acções da SLN, o grupo detentor do BPN e, em 2003, venderam as acções com um lucro de 140%, mais de 350 mil euros.

Por outro lado, Cavaco Silva possui uma casa de férias na Aldeia da Coelha, Albufeira, onde é vizinho de Oliveira e Costa e alguns dos administradores que afundaram o BPN.
O valor patrimonial da vivenda é de apenas 199.469,69 euros e resultou de uma permuta efectuada em 1999 com uma empresa de construção civil de Fernando Fantasia, accionista do BPN e também seu vizinho no aldeamento.

Estes e os outros actos de grave prejuízo do Erário Público, envolvendo pessoas como Oliveira e Costa, Dia Loureiro, Duarte Lima e Cavaco Silva não são judicialmente investigados porquê?

Onde é que está o Estado de Direito em Portugal?
Quem é que, afinal, pressiona e coage, a Procuradoria Geral da República, de modo a não se apurarem estes vergonhosos actos de promiscuidade de políticos, banqueiros e bandidos da mais variada índole?

Na Alemanha o Presidente teve que se demitir e está sujeito a um inquérito criminal por ter obtido empréstimos de favor de um banqueiro, e porque é que em Portugal o Presidente Cavaco Silva não é investigado pelos negócios vergonhosos de tráficos de influências e favoritismo por meio de negócios que prejudicaram criminosa e gravemente Portugal e os portugueses?
Porque é que em Portugal há pessoas que vivem acima da lei e se aceitam que possa enriquecer ilegítima e fraudulentamente sem responderem pelos seus actos perante a sociedade?

Até quando é que em Portugal os políticos podem continuar a enriquecer criminosamente sem responderem pelos seus actos criminosos?
A seguir aos conhecidos políticos pedófilos, também os políticos corruptos também são beneficiados por uma imunidade judicial?

 

BASTA!



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 23:37
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 9 de Março de 2012
...

Abundam cada vez mais os pobres em Portugal, contudo excasseiam, cada vez mais também, os humildes.
Não será esta a causa principal da progressão da miséria geral do seu Povo?



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 11:45
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 6 de Março de 2012
O Estado é ladrão e ninguém o mandar prender!

O Serviço de Finanças de Gondomar foi hoje assaltado e todo a receita da caixa foi levada pelos meliantes.

Ora muito bem, digo eu!

Finalmente os ladrões começam a ter juízo, pois claro, se tiverem que assaltar façam-nos contra o maior ladrão que anda livremente em Portugal afundar-nos nesta situação, roubando-nos diariamente do nosso pão e que nos conduz à fome e à miséria generalizada.
E que os meliantes, por favor, não assaltem os cidadãos que vivem já com tantas dificuldades por razão e causa da sobre-exploração dos impostos e taxas do Estado.

E como diz a expressão: "ladrão que rouba ladrão, perdão... o Estado, tem 100 anos de perdão"!!!



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 19:43
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 5 de Março de 2012
A Democracia ou os partidos políticos?

O problema da nossa democracia não é a democracia.

O problema português é a falta de uma verdadeira democracia, ou seja, de uma democracia cívica e de pessoas.

O cancro da democracia portuguesa da III República, implantada após 25 de Abril de 1974, é o modelo do partidarismo e o seu controlo absoluto sobre as instituições e os órgãos de soberania.

O problema não é o processo ou o procedimento democrático, mas é sim o produto cultural e educacional que as democracias ocidentais estão a gerar e causados essencialmente pelos partidos políticos.

Mas se já tomarmos em atenção as democracias nórdicas ou da Suíça, e mais duas ou três no mundo, nas quais existe uma forte componente cívica e individual e os partidos políticos têm um papel secundário, portanto estas que são democracias liberais propriamente e substancialmente ditas e já não democracias partidárias, nessas, em regra, são escolhidos os melhores candidatos.

Nesses países não encontramos os problemas económicos, sociais e políticos que verificamos presentemente nos países do Sul da Europa e os que bem sabemos em Portugal.

Portanto o problema, nosso, é o modelo de democracia partidária.

Que aliás nem democracia é, porque o que bem sabemos e vemos é a mesma plutocracia partidária instalada há 38 anos e nenhum rotativismo político e ideológico sequer existem em Portugal.

Enquanto as democracias ficarem exclusivamente entregues modelos de partidocracia gerar-se-ão necessariamente e sempre as máfias, a corrupção e o compadrio que emergem naturalmente dos Partidos Políticos.

Portanto é a partir dos partidos políticos que se gera a anti-democracia ou a falta da democracia.

Criem-se é sim e rapidamente os círculos uninominais e as candidaturas pessoais a uma Casa da Democracia, fazendo-se a sua apresentação sempre fora dos partidos, e os problemas políticos e económicos de Portugal resolver-se-ão rapidamente.

Liberte-se sim o povo português dos partidos políticos e o desenvolvimento e a felicidade chegarão rapidamente a Portugal!



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 19:12
link do post | comentar | favorito

Domingo, 4 de Março de 2012
A caixa geral dos vícios e da pornografia do Estado Português.

A Caixa Geral de Depósitos, na sua conhecida atividade propagandística do Governo, qual caixa-de-ressonância dos vícios e da pornografia governativa e de Estado, vem agora agitar com a mentira e o logo de 1,5 mil milhões de Euros para financiar a economia portuguesa.

Ora nenhuma pequena ou média empresa pode ou tem capacidade para se endividar neste momento.

Nenhum empresário neste momento está disponível para se endividar mais, ou já estão arruinados ou não querem conduzir-se para a ruína certa.
Panaceias, nada mais, é o que o Governo e a Caixa Geral de Depósitos vêm iludir e enganar os portugueses.

Já baixar os impostos o Governo e a Assembleia da República, afinal este regime comuno-socialista-democrata, não baixam, porque isso permite-lhes continuar a manter a ditadura e a escravatura sobre as pessoas e as empresas, mantendo-as na pobreza e no limiar da vida.

Já há muito haviam começado por liberalizar o aborto, para matarem o maior número de crianças, agora já começaram por matar os idosos.

As drogas, como é sabido, vêm matando e cada vez um mais um maior número de jovens e o stress e a pobreza crescentes, por sua vez, matam cada vez mais os adultos ou, certamente, apressam o fim da sua vida em resultado da diminuição da esperança de vida.

Quem é que duvida que isto é uma política genocida, com o fim último de aniquilar o Povo Português?

Enquanto não se revoltarem e lutarem e recorrendo, inclusivamente, à mão armada e a força, enveredando pela deposição violenta deste regime corrupto, partidário, e bancário-especulativo, os portugueses não se verão livres das perspectivas da morte e da miséria gerais.



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 15:15
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 1 de Março de 2012
...

Um país, uma nação e um povo para serem conduzidos à máxima realização possível necessitam de sonhar e aspirar ao amor.
Portanto, necessitam de poetas que os conduzam à liberdade e ao amor.
Jamais políticos, os indíviduos que procuram para si o poder e o domínio sobre os demais.



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 16:11
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 29 de Fevereiro de 2012
Paul Krugman, afinal o que é que sabe mesmo sobre Portugal?!

Portugal, ao contrário do que Paul Krugman - o Prémio Nobel da Economia de 2008 - diz, não é coisa nenhuma difícil de explicar!
Bem fácil até: é um país agido e dirigido juridicamente por grupos mafiosos e criminosos de interesses e politicamente governado por uma partidocracia, agindo estes em ordem ao seu único e exclusivo interesse, ou seja, o benefício da plutocracia dominante e com o fim em vista à máxima e egoísta rapina e apropriação dos meios e da riqueza colectiva, portanto cleptocraticamente, e praticando de facto uma submissão cultural, material e fisíca genocida sobre o povo português.



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 09:49
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 14 de Abril de 2010
Sociedades anónimas, pouco.

No caso do Sócrates e de muitos outros da laia dele, que infestam a altas instituições de imenso aparelho de Estado, das Empresas Públicas e demais Participadas e da inúmera classe política, basto-me com pequenas mas sábias e milenares lições de sabedoria popular: “diz-me com quem andas dir-te-ei quem és”.

Nunca a Ciência Política e a Justiça alguma vez terão ar suficientemente puro para explicar tão mundanas coisas.



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 00:53
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Abril de 2010
Bloco Central.

O último Congresso do PSD mostrou que em Portugal existe uma espécie única de abnegados e teóricos líricos das virtudes do Estado, que pensam que este pode ser reformado por dentro.

Do tipo como quem, eles, pensam que o Diabo pode aprender a amar a Deus.

O nosso azar e a sorte deles é que o país caminha para o desastre em passo acelerado, e até ao final deste ano, máximo ano inicio do ano que vem, todos eles terão passado a fazer parte de uma mera folha aziaga do nosso passado recente.



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 21:46
link do post | comentar | favorito

Domingo, 11 de Abril de 2010
Revolução já!

Há já muitos anos que digo que em Portugal não há democracia política.

Bastaria, e é só um pequeno exemplo, pensar que são unicamente os partidos políticos quem podem apresentar candidatos à Assembleia da República, e aos cidadãos livres e independentes está vedado o direito de se elegerem em igualdade de condições com aqueles.

Mas o problema português é hoje ainda mais grave do que pensava: o Estado de Direito faliu e a Lei não mais tem ética, nem moral, nem rectidão.

Como é que se pode aceitar, sem reagir, que os altos funcionários públicos, gestores de empresas públicas, os políticos e os governantes paguem a si mesmo milhões de Euros e existam pessoas em Portugal que deambulam pelas ruas catando caixotes do lixo para se alimentarem, ou que durmam ao relento nas ruas? E crianças que vão para a escola sem se alimentar? Mulheres que se prostituem para alimentar os seus filhos? Idosos que morrem na miséria, na solidão e ao abandono? Tantas e tantas pessoas que morrem nas listas de espera por falta de cuidados médicos? Os jovens que enveredam pela criminalidade para ganhar a vida? E os jovens que aceitam a corrupção e a imoralidade como forma de vida? O aumento do desemprego, da pobreza e da indigência? A insolvência de famílias? O crescimento abrupto das desigualdades sociais? A fome? A morosidade e a carestia da Justiça? A corrupção, o compadrio, o “amiguismo” e a generalização do tráfico de influências? Etc, etc, etc.

A situação a que chegou Portugal envergonha e indigna qualquer pessoa com um mínimo de sentido de justiça e equilíbrio.

Ao povo português tão espezinhado, sacrificado e desprezado pela actual classe política corrupta, imoral e preguiçosa, quando a Lei e o Direito não mais funcionam e são pura letra morta, resta uma única solução: o derrube do actual sistema político, económico e social por quaisquer que sejam os meios ou as formas necessárias.

E pela força se tiver que ser.



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 19:12
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Portugal: Estado de Direi...

...

O Estado é ladrão e ningu...

A Democracia ou os partid...

A caixa geral dos vícios ...

...

Paul Krugman, afinal o qu...

Sociedades anónimas, pouc...

Bloco Central.

Revolução já!

arquivos

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Junho 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds
últ. comentários
Nada de novo do que escreveu, não me acrescenta na...
Boa tarde, Sérgio1 -«Ignorância histórica sua. Moç...
Ignorância histórica sua. Moçambique, Angola e out...
Deve estar a falar do seu amigo Marcelo Rebelo Bal...
Boa tarde, SérgioApenas pelo simples facto de term...
Retornados racista nada têm a receber.
"Os próximos dois anos serão de pura caça ao voto,...
Este Rectângulo (que bem gerido pelas pessoas cert...
Obrigado pelo seu comentário e pela consideração. ...
Completamente e efectivamente. Ou então fazem-se p...
blogs SAPO
Em destaque no SAPO Blogs
pub