Ideias e poesias, por mim próprio.

Segunda-feira, 31 de Maio de 2021
Educação e castigo

Em Direito é sabido que as normas legais se fazem melhor respeitar pelo aviso da sanção, mais do que pela bondade dos seus princípios ou ensinamentos, ou até mesmo do que as suas melhores soluções de felicidade ou amor.

Diz-se nos dias de hoje que a democracia morre, não pela abstenção, mas pela corrupção e pela falta de ética.

Ora, essa é uma confusão que o sistema vigente utiliza frequentemente para iludir as pessoas, portanto devem ser vistas com critério e rigor.

A ética é um conjunto de valores e os princípios de um certo tempo, que a família educa e transmite aos seus membros, ou que a sociedade inculca e conforma aos seus.

Por outro lado, a honestidade, ou o combate à corrupção, são princípios de organização social, económica e jurídica que a sociedade organiza e a justiça trata.

A democracia trata da organização e da representatividade política e social, que conforma aquelas duas, a família e a sociedade, mas não sobrevive sem larga adesão dos cidadãos.

Portanto, a democracia e a ética estão ligadas, mas são distintas, e também não bastam só por si.

Há sociedades ditas de democráticas, mas que eram e são corruptas, outras mesmo desumanas e, portanto, antiéticas.

Como era o caso da sociedade grega clássica, ou os regimes fascistas e comunistas, em que havia, nos seus critérios, democracia política e ética, mas o poder era da pertença de uma classe, ou grupo privilegiado, haviam castas e diferenças económicas, sociais e políticas estabelecidas por lei, ou haviam escravos, praticavam-se tratos cruéis, decapitações, censura, perseguições políticas, eliminação de adversários e guerras fratricidas, as mulheres não votavam e eram submissas e propriedade dos pais, ou dos maridos, etc.

Hoje também sabemos que a moral, a probidade e a ética estão ou muito ausentes, ou encontram-se fortemente debilitadas, na atualidade, e que, perante a maior quantidade de arrecadação de abundante dinheiro, tudo hoje já parece ser permitido argumentar e defender.

Os nossos tribunais, que aplicam a justiça, estão repletos de indivíduos incursos em crimes vexantes e abusos milionários que são defendidos até à exaustão, atolados nas maiores vergonhas, vícios e delitos, mas abuso usam do ditame da presunção legal da inocência, até prova em contrário e sentença transitada em julgado.

Temos assim, que uma sociedade democrática e justa tem de fazer-se pela participação mais alargada e igual de todos, combinada de exigentes princípios e valores éticos de salutar convivência, equidade e tolerância humanas, social e familiar, conquanto hajam efetivas punições para aqueles infrinjam aqueles mesmos princípios, valores, direitos e deveres estruturantes da sociedade.

 

(twitter: @passossergio)

(artigo do autor, publicado na edição de  31 de Maio de 2021 do jornal mensário regional  "Horizonte" de Avelar, Ansião, Leiria)

horiozntemaio.jpg

 

 



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 09:21
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2013
As alternativas à bancarrota nacional.

Não há solução credível e normal nos termos e segundo o curso do que se está atualmente a fazer, ou seja, s continuarmos a pagar os juros monstruosos de uma dívida absolutamente impagável.

A uma situação excecional também deverão, justamente, correponder respostas e soluções excecionais, de modo a responsabilizar os seus efetivos responsáveis e culpados.

Os portugueses, internamente, têm de dar lugar a mudanças profundas, de natureza económica e política, no sentido da liberalização e de modo a por fim ao sistema socialista, estatista e partidarista e, por fim criando-se novas soluções legais, estas natureza excecional e com efeitos retroativos, e com o reforço dos meios judiciais, criminais e punitivos, nomeadamente fazendo-se leis de exceção para se julgarem e punirem severamente os políticos bandidos e corruptos que nos roubaram e, depois criando e permitindo meios de efetiva confiscação o produto do roubo que nos fizeram e condenando-os a pesadas penas de prisão e, necessariamente, com a prestação de trabalhos forçados.

Ou então, nada disto se conseguindo fazer, o estrangeiro e os nossos credores terão que nos perdoar uma parte substancial da dívida.

Se ainda assim nada se fizer do que disse atrás se fizer, ou seja, mantendo-se o atual regime socialista, estatista, plutocrático, corrupto e partidarista, em que vivemos, as alternativas que se apresentam aquelas soluções democráticas e justas, serão as do empobrecimento substancial do grosso da população, o crescimento substancial da miséria e o alastramento da fome nacionais.

 

 

 



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 18:53
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30


posts recentes

Educação e castigo

As alternativas à bancarr...

arquivos

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Junho 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds
últ. comentários
pois é sempre bom um aeroporto internacional.
Boa noiteNão é preciso inventar uma nova constitui...
Estamos mesmo a comparar o presidente do Banco de ...
Bem pregas frei tomas ..., pelos vistos é você mes...
interessante ouvir vociferar contra a VENDA do our...
Olá!Quer saber mais do Brazão de Castro - Secretár...
"É sabido que o excesso de velocidade é em Portuga...
Dediquei-me a pesquisar os nomes das primeiras dez...
E se a legislação que se prepara for avante? Como ...
Sr. Doutor Sérgio Passos, um bem haja ao seu profi...
blogs SAPO
Em destaque no SAPO Blogs
pub