Ideias e poesias, por mim próprio.

Quarta-feira, 18 de Setembro de 2013
Uma medida fácil para acabar com os corruptos e a corrupção na política!

O início de um processo de real e efetiva mudança política de Portugal, de modo a conseguir expulsar os corruptos da política e subsequentemente da governação de Portugal, poderia fazer-se com a adesão a uma simples medida popular: de agora em diante, os portugueses que optassem em votar só o deviam fazer em pessoas e independentes, ou seja, a partir das próximas eleições, os portugueses não votarem em qualquer partido ou uma qualquer uma das suas listas partidárias.

Lembramos: cada voto em cada Partido Político equivale em média a aproximadamente 12 euros de subvenção do Estado e pelo número de votos recebidos, só nos dois últimos dois anos (2012 e 2013), os partidos políticos receberam diretamente do Orçamento Geral de Estado (via dotação da Assembleia da República) 87 milhões, 535 mil, 61 euros, 51 cêntimos.

Portanto, esta medida popular de não votar mais nos partidos seria muito fácil de conseguir, com um alcance e resultados decisivos, de modo a deixar sem uma parte substancial do seu financiamento público, o que serviria por excelência para colocar os partidos políticos às moscas, não os fazendo eleger e aos seus membros, não contribuindo com os votos populares para a sua eleição para qualquer órgão de soberania, autarquia e, mais diretamente, fazer secar a mais importante fonte do seu financiamento, a que é obtida por meio das subvenções conseguidas junto do Estado e do Orçamento Geral.

Na verdade, esta seria uma medida muito simples e prática, com imediatos e reais resultados, de maneira o que o povo português fizesse acabar com a corrupção nos partidos políticos e de modo efetivo a expulsar os corruptos dos partidos políticos.

Sem dinheiro de significado, reduzindo-se substancialmente os cofres dos partidos políticos, nestes só continuariam as pessoas que andassem desinteressada e abnegadamente na política!

É mesmo fácil acabar com os corruptos na política em Portugal, basta os portugueses quererem!

 

 



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 17:15
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 3 de Setembro de 2013
Como a Comissão Nacional de Proteção de Dados protege o sigilo dos rendimentos dos políticos.

Nunca é demais lembrar que a Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) é nomeada pela Assembleia da República, a mesma, portanto, que a financia.

Ora, melhor conveniência, não podia haver para a mesma CNPD vir a pronunciar-se pelo sigilo das subvenções e outras pensões atribuídas aos ex-titulares de cargos públicos, na sequência do pedido do jornal Correio da Manhã ao Gabinete da Sra. Presidente da Assembleia da República se acumulava, ou não, o que até hoje se ainda se desconhece, o seu salário como PR da AR com a subvenção pelos seu tempo anterior ao serviço como juíza do tribunal Constitucional.

Já havíamos tratado este assunto num nosso anterior post: http://euacuso.blogs.sapo.pt/71467.html

E, então, deixamos aqui o link para o "famoso" e sui generis parecer da CNPD: http://www.scribd.com/doc/145225252/Deliberacao-1141-2011-da-CNPD

 

 



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 13:04
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Uma medida fácil para aca...

Como a Comissão Nacional...

arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Junho 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds
últ. comentários
"É sabido que o excesso de velocidade é em Portuga...
Dediquei-me a pesquisar os nomes das primeiras dez...
E se a legislação que se prepara for avante? Como ...
Sr. Doutor Sérgio Passos, um bem haja ao seu profi...
Coimas mandadas para casa, é muito simples, no avi...
Da minha, não. Descontei para ela.
O meu e-mail é sergio.passos@sapo.pt. Poderá conta...
Agradeço muito sinceramente o seu conselho. Seguir...
Nos termos do artigo 21o da Constituição da Repúbl...
Que pode um cidadão fazer contra este estado de co...
blogs SAPO
Em destaque no SAPO Blogs
pub