Ideias e poesias, por mim próprio.
Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2018
Dr. António

 

Marcelo Rebelo de Sousa está para António Costa, como Américo Thomaz estava para António Salazar, o ditador.

Marcelo entretém o povinho e protege o regime marxista e partidarista com selfies, Thomaz acobertava o regime fascista e corporativista no seu papel de corta fitas, padrinho de batizados e casamentos.

Segundo diz quem conheceu o petiz Marcelo, filho dum convicto salazarista, dizia aspirar vir a ser Presidente, e inspirou-se bem no corta fitas de Salazar, limitando-se a adotar a modernidade das selfies.

O regime semipresidencial português está morto, vigora de novo o poder do omnipresente e todo-poderoso Presidente do Conselho.

Marcelo Rebelo de Sousa trouxe consigo uma rotura definitiva na terceira República Portuguesa, em lugar do equilíbrio geral da partidocracia irrompe a extinção da separação de poderes e a sua concentração numa só pessoa.

O esvaziamento das funções do Presidente da República em favor do Primeiro-Ministro, o Secretário-Geral do Partido Socialista e líder da extrema-esquerda portuguesa, consagra o presidencialismo do novo-dono-disto-tudo.

O poder absoluto do Presidente do Conselho, chefe da União Nacional da Geringonça e de Estado, para o qual a submissão dos Tribunais e do Ministério Público passou a ser a maior ambição, a servir pelos acólitos da partidocracia instalada na Assembleia da República, para o que até o maior Partido da Oposição, de nome ainda PSD (D é apenas uma aparência), passou a ser chefiado por um homem-de-mão do Dr. António.

A comunicação social, sem leitores, ouvintes ou espectadores, rendeu-se à oferta de dinheiro dos contribuintes feita pelo Presidente corta-fitas, em troca de se calar, não ver, ou não ouvir, e tudo convir com o Estado Partidocrático Português.

Ao fim de 44 anos sob a mesma plutocracia voltamos a reconhecer em Portugal a fórmula sacrossanta do poder unificado do Estado Patrão, sob arregimentação uninominal do Presidente do Conselho, tudo em favor da cleptocracia do socialismo, a ideologia oficial de Estado.

Este arranjo teve como fito colocar às claras o Estado Português que passou, sem pudor nem vergonha, a servir única e exclusivamente para alimentar a sua oligarquia com ligações e favores clientelares à partidocracia instalada.

Até que o Povo continue sereno.

 

(twitter: @passossergio)

(artigo do autor, publicado na edição de 30 de Dezembro de 2018 do jornal mensário regional "Horizonte" de Avelar, Ansião, Leiria)

Dezembro2018.jpg

 



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 21:40
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Afonso Manuel a 15 de Janeiro de 2019 às 18:11
Completamente de acordo,estive agora mesmo a fazer uma busca por posts sobre a partidocracia tuga e reencontrei este seu post https://euacuso.blogs.sapo.pt/151136.html que já tinha visto algum tempo atrás numa página do face(no face tenho o perfil de Martim Moniz)


De Sérgio Passos (twitter: @passossergio) a 15 de Janeiro de 2019 às 18:17
Muito obrigado, cumprimentos.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Inveja

Depenados

Estado de Desigualdade

Dívidas

A perversão dos ajustes d...

Poupar o dinheiro dos con...

Dr. António

Princípio da Desigualdade...

POR UMA URGENTE ASSEMBLEI...

Liu Xiaobo, o Nobel da Pa...

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Junho 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds
Contador
últ. comentários
Dec Lei 207/2005, de 29/11, diz no seu artº 16º, t...
Os meus sinceros parabéns dr pela sua frontalidade...
Gosto de falar em casos práticos. Já alguém impugn...
Muito obrigado, cumprimentos.
Completamente de acordo,estive agora mesmo a fazer...
Faça o favor de se atualizar e aprender.https://di...
Grande jurista que será usando a expressão "a...
É uma interpretação jurídico-política, da minha au...
Alguém me pode indicar onde posso comprovar esta i...
Sou brasileiro e na época da descolonização conhec...
blogs SAPO