Ideias e poesias, por mim próprio.
Domingo, 1 de Maio de 2011
Marxismo e Comunismo: os seus erros e a sua desumanidade.

Quem já leu e estudou o “Capital” de Karl Marx sabe bem, tal como até muitos reputados comunistas sabem hoje, que o sistema político-económico ali proposto não funciona e mais não serve, ultrapassado que está por modelos científicos posteriores, do que para uma mera cartilha de acção de propaganda política.

Não só o Marxismo está cheio de erros e incoerências, como falece nas suas premissas essenciais para explicar coerentemente o seu próprio modelo científico proposto.

Falhas a saber do Marxismo: a primeira tem que haver com a utopia de que o Homem tenderia a aceitar comummente a propriedade social dos bens de produção, bem como colocaria a sua consciência social acima do seu egoísmo. Ora nada mais errado, pois tanto o indivíduo propende natural e essencialmente ao egoísmo, como o seu desenvolvimento humano se faz pela selecção dos mais aptos e mais capazes. Coisa simples que o Darwinismo veio bem a demonstrar.

O segundo é que por essência e definição o Marxismo não admite as diferenças de pontos de vista contrários, antes persegue e defende até a adopção de meios violentos para a eliminação dos adversários políticos. Ora portanto, logo se vê que e em ordem a atingir o comunismo, forma optimizada do modelo científico proposto, propende necessariamente para a ditadura e para a supressão das liberdades, sendo portanto completamente contrária a qualquer existência de democracia.

O Marxismo falha clamorosa e novamente, na sua vontade e fins uniformizadores no todo de uma só classe proletária dominante, assim comprometendo totalmente qualquer possibilidade de igualdade de oportunidades para todos os indivíduos.

Neste último caso o modelo marxista e em última via no seu expoente máximo, o comunismo, uma vez que se trata de um sistema rígido e que não permite a liberdade de participação, ele acaba excluindo uma expressiva parcela da população e, deste modo, acaba gerando resistências e conflitos contrárias a si mesma, além residir numa inflexibilidade tão grande que acaba por minar a criatividade e, portanto, a vitalidade ou a dinamicidade de todo o sistema.

E a partir daí legitima-se a aplicação dos métodos mais violentos de transformação social, o que bem se conhecem com os exemplos dos horrores gerados pelos regimes comunistas estalinista soviético, o chinês, norte-coreano, cubano e por outros países do mundo que adoptaram um modelo marxista, que são hoje bem conhecidos e que dispensam maiores comentários, mas podem ser grosseiramente resumidos como uma ética do tipo “os fins justificam os meios”.

Ora, portanto o Marxismo necessária e obrigatoriamente degenera, bem como para a prossecução dos fins que procura, na ditadura sanguinária, que não precisamos mais de acrescentar, por bem sabermos e da História estar bem documentada de muitos dos seus genocídios sanguinários.



publicado por Sérgio Passos (twitter: @passossergio) às 22:11
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Dados do Estado Português...

Dados do Estado Português...

CCDR Norte cria taxas ile...

País de vícios

As lojas maçónicas e os d...

Mais vale um criminoso do...

Saara

Prémio Nobel da Paz 2019 ...

Por uma urgente Assemblei...

Inveja

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Junho 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds
Contador
últ. comentários
Muito bem,mas desmascarados já não devem dar respo...
E para anestesiar a populaça(já muito distraída e ...
Ao e-mail acima da CCDR Norte respondi, o que repr...
Recebi um e-mail de comentário a este artigo, o qu...
URGE O SEPARATISMO-50-50:- apesar de disporem de g...
Dec Lei 207/2005, de 29/11, diz no seu artº 16º, t...
Os meus sinceros parabéns dr pela sua frontalidade...
Gosto de falar em casos práticos. Já alguém impugn...
Muito obrigado, cumprimentos.
Completamente de acordo,estive agora mesmo a fazer...
blogs SAPO