Ideias e poesias, por mim próprio.

Terça-feira, 7 de Janeiro de 2014
Eusébio e os cromos.

Perante a grandiosa homenagem, numa sentida romaria popular, ao herói do povo Eusébio, algumas pequenas personagens do burgo nacional aproveitaram a ocasião para manifestarem o quanto a inveja lhes rói a alma:

1) Mário Soares, o ex-presidente, apelidou Eusébio de "modesto", "pouco instruído", "com pouca cultura", que "bebia whisky" e "não se esperava dele que fosse um pensador". Oh Dr. Soares, esses infelizes epítetos não lembram nem ao esquimó, no mínimo só mostram a sua condição de ignorante! Vá lá mas é beber o seu copinho de leite... tá na sua hora!

2) A Sra. Assunção, a loira presidente da Assembleia da República, foi dizendo que não exclui a ida dos restos mortais de Eusébio para o Panteão, mas que isso custa centenas de milhares de euros a suportar pelo orçamento do parlamento". Refira-se que a última transladação, de Aquilino Ribeiro, custou ao Estado 40 mil euros. Ou estariia a Sra. Presidente da AR desta vez preocupada com os 60 milhões de euros de subvenção para campanhas eleitorais pagos pela AR em 2013 aos partidos políticos? Ou, estaria ele a pensar na sua imoral pensão de mais 7 mil euros por mês conseguida aos meros 42 anos de idade?

3) O deputado socialista, filhinho do papá Brandão, veio mandar o "bitaite" que, se não lhe tinha escapado qualquer alteração da lei, os restos mortais de Eusébio não poderiam ir para o Panteão antes de decorrido 1 ano após a respetiva morte. Oh Sr. deputado da nação, deixe-me perguntar-lhe: mas o senhor legislador ainda não sabe a quantas andam as leis da competência da própria assembleia da república? Ou, foi apenas uma sua piadinha saloia?

4) O auto-entitulado jornalista Joaquim Vieira (alguém sabem que ele é?) veio contar uma rocambolesca história passada em Lisboa, no início dos anos 80, em que, numa noite, uma certa mulher teria sido agredida por Eusébio, após uma perseguição que durou quilómetros (!) e que aquela o teria obsequiado com o gesto obsceno de cornos. Oh, senhor jornalista, desculpe lá, por acaso isso não terá um qualquer laivo duma fantasia erótica, ora pense lá melhor: Eusébio=homem de cor negra, perseguição=assédio, mulher=sexo, cornos=pénis! Não haverá aí algo pessoal para sair do seu "armário"?

Mas que raio de cromos estes, e não são do futebol.
Os cães ladram, mas, certamente, a caravana passa!

 



publicado por Sérgio Passos às 10:34
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 25 de Novembro de 2013
E o Ministério Público, para além de fazer greves e arquivamentos, não persegue penalmente estes delinquentes da política?

Nos últimos dias, com particular ênfase no último fim de semana, foi perfeitamente possível observar quanto os tiques fascistas e autoritários ainda se mantêm vivos em Portugal, com particularmente nota nos partidos políticos com representação na Assembleia da República.

Todos os partidos portugueses, sem exceção, do PCP ao CDS/PP, passando pelo BE, PS e PSD, mantêm-se ainda arreigados a uma cultura antidemocrática, têm um profundo desprezo pelo voto e pela soberania populares, são confessos adeptos da violência, agem e pensam com total menosprezo e desrespeito pelo Estado de Direito Democrático e não olham a meios para melhor chegaram aos seus fins e objetivos mesquinhos, sejam as suas vantagens materiais alcandoradas nas tetas do Estado ou seja o poder político a qualquer custo.

Vimos e lemos neste fim de semana que passou destacados políticos, tais como, Vasco Lourenço, Helena Roseta, Mário Soares, entre muitos outros esquerdistas, a apelarem descaradamente à violência, à desordem pública, e a fazerem a sua apologia como instrumento de luta política.

Não há muito tempo também pudemos ler no facebook o jovem turco deputado do PCP, João Oliveira, a fazer ameaças com o uso da violência contra os seus adversários políticos, para, pouco tempo depois, qual prémio político, a direção do PCP nomeá-lo chefe da sua bancada parlamentar.

Subtil e insidiosamente também pudemos observar o autoritarismo do Governo e da maioria política PSD-CDS/PP que o suporta através do Ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, quando tratou de demitir o diretor nacional da PSP por este ter alegadamente permitido aos polícias manifestantes invadirem as escadarias da Assembleia da República.

Mas já quando se tratou da anterior manifestação popular junto da Assembleia da República o mesmo ministro Miguel Macedo ordenou, sem pejo nem vergonha, a violenta carga policial contra civis desarmados, a detenção indiscriminada e arbitrária de cidadãos pacíficos, um pouco por toda a cidade de Lisboa, e depois consentiu na proibição ilegal do contacto dos detidos com os seus advogados, não se esquecendo a tentativa abusiva de procurar imagens dessa manifestação nos estúdios da RTP para com elas perseguir os cidadãos.

E, o que é trágico, não vimos desta vez qualquer dos sindicatos dos magistrados, fossem os do Ministério Público ou dos Juízes, a manifestarem a sua indignação ou o seu repúdio perante as palavras irresponsáveis e o apelo à violência daqueles políticos trogloditas.

Seria o caso, acaso tivéssemos um Ministério Público capaz, que pelos vistos não temos, de imediatamente tratar de abrir os competentes inquéritos criminais em ordem a investigar aquelas perigosas palavras públicas de incitamento à alteração do Estado de Direito e à Guerra Civil, ao caso, que são crimes previstos e punidos pelos artigos 325º e 326º do Código Penal.

Mas não temos, nem sequer temos democratas nos principais partidos políticos, e nem nos órgãos de soberania parecem existir as pessoas minimamente preocupadas em manter o Estado de Direito Democrático e a paz social.

Tudo já parece valer na luta pelo poder em Portugal e as elites partidárias não olham a quaisquer meios para defenderem os seus comezinhos interesses materiais.

Seria o caso para dizer que estes fulanos apenas se esqueceram de tomar os seus comprimidos, mas o que vemos realmente é que o regime político partidocrático português é visceralmente totalitário, violento e repressivo e os seus principais atores são cangalheiros encartados.

Deus nos proteja destes perigosos fascistas!

 



publicado por Sérgio Passos às 10:35
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 23 de Novembro de 2013
Pobres xuxialistas!

Temos de ser piedosos com Mário Soares e a violência dos cortes nos subsídios estatais à sua Fundação e demais mordomias oficiais recebidas. Afinal, estes xuxialistas e outros que tais sofrem com especial sensibilidade quando lhe cortam a mama nas tetas do Estado! (Lol...)

 



publicado por Sérgio Passos às 10:26
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 17 de Outubro de 2013
"Só se sente quem é filho de boa gente!"

Mário Soares apelidou Cavaco Silva de ladrão.

Cavaco Silva respondeu a Mário Soares dizendo-lhe que "...se esqueceu dos esclarecimentos que lhe foram prestados ..."

...

Palhaços há muitos não é?!

Se fossem mas é trabalhar...

 



publicado por Sérgio Passos às 20:17
link do post | comentar | favorito
|

Mário Soares pode impunemente chamar de ladrão a Cavaco Silva?

Mário Soares, ex-PR, ontem e a propósito do BPN, apelidou de ladrão, implícita e diretamente, Cavaco Silva, e, para meu enorme espanto, não vi ainda ninguém em público a insurgir-se contra isto, e nem sequer vi da parte da Procuradoria-Geral da República qualquer pronto movimento para abrir um inquérito criminal ao autor do insulto.

O mesmo BPN referido a propósito deste insulto de Mário Soares, é o mesmo vergonhoso Banco, com a sua conhecida ruinosa nacionalização, que permite até hoje que um Primeiro-Ministro José Sócrates e um Ministro das Finanças Teixeira dos Santos vivam impunemente, apesar das mais variadas e graves provas dos muitos atos praticados por eles dois em prejuízo do país, do erário público e do Estado e, para nossa maior perplexidade, estes e muitos outros conhecidos sujeitos ainda hoje continuam a enriquecer e a angariarem proveitos e fortuna à custa do erário público e da rapina fiscal exercida sobre os portugueses.

E se o Ministério Público ainda não moveu uma palha para apurar as razões da criminosa nacionalização do BPN, para o cúmulo, vemos o seu primeiro autor a ser pago na RTP para aí vir dizer aos domingos todo o tipo de dislates.

Ora, se fosse um qualquer jornalista, ou um qualquer cidadão anónimo, bastando-se a insinuarem sobre a seriedade, a aparência do fato de profissão ou da bolinha no nariz, ou dos hábitos de trabalho do PR, de Cavaco Silva, logo veríamos a PGD e o Ministério Público prontamente a atuarem, mas, curiosamente e com coindidência, como os autores dos crimes praticados são conhecidos maçons socialistas nada vemos a ser investigado e tudo continua indiferentemente na paz do senhor.

Uma vez mais, se a PGD nada fizer perante este vergonhoso ataque à Presidência da República, terá de se entender que lidamos com um antro de gente fraca e cobarde, envergonhando a Justiça portuguesa e, acima de tudo, que não cumprem com as obrigações decorrentes, nomeadamente, da sua Lei Orgânica e da Constituição da República, esta última segundo os seus artigos 202º, n.º 1 e 219º, n.º 1, e se recusam a aplicar da justiça e defender a legalidade democrática em nome do Povo português.

Mas, temos sempre e outra vez de perguntar: a justiça em Portugal é feita a favor de alguns ou em nome do povo português?

Tenham vergonha!

 



publicado por Sérgio Passos às 10:31
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 9 de Outubro de 2013
Bochechas.

Mário Soares disse recentemente que o Governo de Passos Coelho "atrai toda a espécie e toda a qualidade de delinquentes".
É engraçado mesmo, porque muitos desses delinquentes, como por exemplo Rui Machete, o atual Ministro dos Negócios Estrangeiros, são profundos admiradores de Mário Soares!
Já agora, o que foi mesmo Mário Soares e o que foram os seus demais comparsas nos Governos do seu tempo de Primeiro-Ministro?

Não esqueço que a qualificação e o agravamento da respetiva pena da injúria dirigida a um titular de órgão de soberania foi criado num dos Governos de Mário Soares e na sequência de umas palavras azedas que lhe foram dirigidas numa manifestação em Coimbra por uns "retornados" descontentes com a descolonização e com o seu respetivo e desempenho quando era Ministro dos Negócios Estrangeiros em 1974 e 1975.
Coincidências interessantes, não!?

Mário Soares ao falar dos delinquentes do Governo de Passos Coelho faz-me lembrar a célebre expressão "Bem pregas, Frei Tomás, faz o que o que digo e não o que eu faço".

Ora, para haver uma boa democracia são necessários excelentes democratas, e onde estão os esses democratas ou dessa excelsa qualidade em Portugal?

Na verdade, temos de concluir que a qualidade de uma democracia é a qualidade, em geral, do seu povo e, em especial, dos seus líderes.

Portanto, não há que admirar a ruínosa situação portuguesa e a débil qualidade da sua democracia!

 

 



publicado por Sérgio Passos às 09:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 3 de Outubro de 2013
Pornocracia.

Pornocracia é a república portuguesa, pretensamente democrática, governada e agida sob influência das meretrizes.

As meretrizes são as conhecidas personagens da vida fácil, escabrosa e escusa que infestam todo o aparelho do Estado.

Ideologicamente, por sua vez, são mandatadas pelo grande partido dos reformados, no qual se destacam, entre muitos outros, três grandes líderes, Mário Soares, Cavaco Silva e Assunção Esteves!

A pornocracia portuguesa só nos dois últimos anos subsidiou os partidos políticos, diretamente do Orçamento Geral de Estado, em 87 milhões, 535 mil, 61 euros, 51 cêntimos.

Na época de grave crise que vivemos, de fome, miséria, desemprego, cortes na saúde e nas pensões, morte, destruição social e familiar, o que mais vemos são os gastos pornográficos dos governantes e dos partidos políticos.

A Standard & Poor's veio avisar-nos de que a continuar com as atuais políticas, não se tomando rapidamente medidas de redução da despesa do Estado, em breve caminhamos para a ruína certa.

Mas o Governo, o Tribunal Constitucional, o PS, os pantomineiros do Estado Social e demais esquerda, histericamente bradam pela sua honra perdida quais virgens ofendidas.

As políticas seguidas, na senda da Constituição social-marxista portuguesa, de intervencionismo estatal, da subsidiação da economia e da politização social e educacional, visam unicamente colocar o país na posição de cócoras e sob o servilismo estrangeiro e, assim, manter vivo o regime partidocrático vigente.

O FMI que em pouco mais de 30 anos já esteve em Portugal 3 vezes para nos salvar da falência, mas e enquanto durar este regime cleptocrático e plutocrático, em breve voltará para nos dar mais esmolas e dívidas.

O regime, o sistema político e a ordem jurídicas vigentes não responsabilizam e não punem os grandes delinquentes da política que se diluem na opacidade dos Partidos Políticos.

Lá diz o ditado: "a ocasião faz o ladrão".

Para quando uma democracia cívica e personalizada, uma economia e uma sociedade livres e concorrenciais e, finalmente, uma justa justiça para esta malandragem?

 

(artigo do autor publicado na edição de 1 de Outubro de 2013 do mensário regional Horizonte, de Avelar, Ansião, Leiria - http://www.jhorizonte.com)

 



publicado por Sérgio Passos às 09:49
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Eusébio e os cromos.

E o Ministério Público, p...

Pobres xuxialistas!

"Só se sente quem é filho...

Mário Soares pode impunem...

Bochechas.

Pornocracia.

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

links
Contador
blogs SAPO
subscrever feeds