Ideias e poesias, por mim próprio.
Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2014
Poluição, a agressão à vida

O recente caso da legionella em Vila Franca de Xira é um sério alerta do maior desastre que ainda nos espera.

Portugal é hoje, sabemo-lo, um potencial viveiro de surtos, endemias e pandemias de contágios e doenças em resultado de inúmeros meios e formas de contaminação ambiental, envenenamento e destruição do meio ambiente, da natureza, e, em particular, a agressão à saúde humana.

No curto prazo, em resultado da progressiva e generalizada degradação ambiental a que temos vindo a assistir impavidamente nos últimos 30 anos, se rapidamente não se tratar de debelar ou, pelo menos, limitar, os graves focos de poluição e tantos outros danos e agressões ambientais e de destruição da natureza, iremos, certamente, enfrentar novos e alargados desastres sanitários e ecológicos.

Basta atentar para as inúmeras, danosas e indiscriminadas fontes poluentes que proliferam à nossa volta, com a libertação de gases e emanações, descarga de efluentes para a água e o depósito de resíduos para os solos, tudo se fazendo sem controlo, cuidados ou limites, para notar o grave problema em que estamos já mergulhados.

E este crescente desastre ambiental, com o envenenamento do ar, dos solos e dos meios aquáticos, qual bomba atómica antinatural, tem contado decisivamente com a cumplicidade laxista por parte do Estado.

A irresponsabilidade pública, do Estado Central, nomeadamente do Ministério do Ambiente, sem esquecer a das Autarquias, tragicamente, substituiu-se às nossas obrigações europeias e internacionais de debelar os focos poluentes, conformando as atividades humanas e industriais às melhores técnicas industriais e ambientais, em ordem à preservação e proteção do meio ambiente e natural e, em última análise, da saúde pública.

A incúria estatal na matéria dos cuidados ambientais, ou combate à poluição, é mais uma trágica forma de agressão do poder público aos cidadãos, tal qual como uma qualquer outra forma de corrupção ou abuso de poder.

Assistimos igualmente a uma errática política governamental, em que o seu mais recente exemplo de demagogia foi o famigerado pacote de “impostos verdes”!

Mas os portugueses não podem mais continuar a permitir este estado de coisas, porque, e em derradeira análise, estamos participar na destruição futura da saúde das pessoas, do meio ambiente, da flora, do meio animal e dos recursos naturais.

O futuro está hoje em jogo, a sobrevivência planetária exige a nossa imediata e responsável ação de preservação e cuidado ambiental.

 

(artigo do autor publicado na edição de 1 de Dezembro de 2014 do mensário regional Horizonte, de Avelar, Ansião, Leiria - http://www.jhorizonte.com)

horizonte dezembro.jpg

 



publicado por Sérgio Passos às 18:25
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

O tempo da Justiça

População

A patranha do crescimento...

Portugal pode acabar, a n...

O lixo financeiro e a mer...

34 medidas para reformar ...

Eleições para caciques

O Palhaço e o Burro

Definição de Socialismo (...

A "cláusula democrática" ...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

links
Contador
blogs SAPO
subscrever feeds