Ideias e poesias, por mim próprio.
Terça-feira, 1 de Dezembro de 2015
O Mal

O terrorismo mundial é hoje unanimemente de inspiração islâmica, obrigando-nos a entender as suas matriz, génese e atuação.

A inspiração deste terror extremo não é nova, é bem antiga, sendo justificada pelos seus autores desde há 1.383 anos no Corão, o livro sagrado dos muçulmanos.

O alicerce ideológico específico dos novos radicais islâmicos para legitimarem a fundação do Daesh, o Estado Islâmico ou Novo Califado, é exatamente o mesmo tipo de ódio irracional que serviu à expansão (632-732 d.C.) do império islâmico-árabe, tal qual como serve agora de meio de santificação da guerra, subjugação, escravização, ou matança, exercidas violentamente contra os não-muçulmanos que a eles se oponham, considerados “idólatras”, “ateus”, infiéis”, ou “incrédulos”, independentemente das suas particulares e diferentes convicções religiosas, éticas ou espirituais.

Os jhiadistas autores dos massacres de Paris terão atuado sob o efeito da droga muito em voga no médio oriente e largamente utilizada pelos combatentes do Estado Islâmico denominada de “Captagon”.

Ora, em Outubro deste ano as autoridades libanesas prenderam 5 sauditas no aeroporto de Beirute com 40 sacos de comprimidos daquela droga num jato privado, e entre eles estava o príncipe herdeiro saudita Abdel Abdulaziz.

Mas isto também não é uma novidade, no califado islâmico do início do século XI, a seita os "haschichiyun", ou grandes consumidores de haxixe, fundada por Hassan ibn Sabbah em plena disputa sucessória no califado Fatímida, tinham sede numa fortaleza de Alamut, Irão, vivendo disfarçados no meio de multidões e noutros locais até receberem ordem para matar, destacavam-se por serem os guerreiros especiais do exército e guardiões oficiais da fé islâmica.

Foram os "haschichiyun" a darem origem à palavra "assassinos", tal era o seu elevado grau de prática de violência física e psicológica, exercidas com ou sem armas, por meio violações, torturas, execuções, mutilações, etc., e praticadas contra todo o tipo de pessoas por eles visados, fossem crianças, mulheres, idosos, frágeis ou indefesos.

Afinal, o moderno terrorismo islâmico, como podemos constatar no presente, não é coisa nova e, apesar de ser agido por meio de novas formas e aparências, mais não é do que a revisitação do MAL.

 

(artigo do autor publicado na edição de 1 Dezembro de 2015 do mensário regional "Horizonte", de Avelar, Ansião, Leiria - http://www.jhorizonte.com)

bataclan.jpg

 

 



publicado por Sérgio Passos às 17:02
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

População

A patranha do crescimento...

Portugal pode acabar, a n...

O lixo financeiro e a mer...

34 medidas para reformar ...

Eleições para caciques

O Palhaço e o Burro

Definição de Socialismo (...

A "cláusula democrática" ...

Justiça para Pedrógão Gra...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

links
Contador
blogs SAPO
subscrever feeds