Ideias e poesias, por mim próprio.
Sábado, 12 de Abril de 2014
Miguel Tiago, um comunista cheio de fé.
Confira-se o justo crédito ao deputado comunista Miguel Tiago, que fala neste momento no "5 para a meia noite" na RTP: a sua encarniçada militância desde muito jovem no Partido Comunista e o seu ceticismo radical nos que pensam diferente dele, elevam a sua crença comunista a uma verdadeira fé religiosa.
Este e outros indivíduos como ele são mesmo muito perigosos, sem dúvida, mas este e os outros jovens "turcos" assim, crentes radicais na mais pura ortodoxia comunista, inimigos da liberdade e da individualidade dos outros, só são comparáveis ao moderno e assanhado jhiadismo islâmico!



publicado por Sérgio Passos às 00:17
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Rafael Iria a 16 de Abril de 2014 às 13:40
...é de muita má fé o que li acerca deste deputado comunista...mas chegar ao ponto de acusar de jhiadismo islâmico um cidadão só porque não concordamos com os seus pontos de vista...será talvez uma visão de um menino da linha a quem em pequenino lhe diziam que os comunistas comiam criancinhas...não será muito mais perigoso entregarmos o País a esta cambada de filhos do papá que sempre andaram encostados á teta da coisa Pública? Não será mais perigoso este liberalismo fanático que tudo vende sem o consentimento do dono que neste caso é o Povo Português? Não serão mais perigosos os Dias Loureiro,Duartes Limas e outros que tais do BPN pessoazinhas laranjas habituadas a tudo terem sem o minímo de esforço? Não serão mais perigosos todos os processos de colarinho branco que prescrevem por esse País a fora? Não será mais perigoso este lamaçal de treta supostamente ideológica onde estão mergulhados PS e PSD? Não será mais perigoso jogar com o futuro do Povo Português como quem joga numa mesa de poker? Este anti-comunismo bossal que assola alguns pseudo-intelectuais não é mais que uma tentativa vã de esconder quem verdadeiramente suga e tem sugado ao longo dos anos o sangue ao povo Português...por acaso nunca vi lá nenhum comunista...


De Sérgio Passos a 17 de Abril de 2014 às 00:26
Dois curtos esclarecimentos, ou, se quiser, duas chamadas de atenção para uma melhor leitura do artigo inicial, porque o Senhor Rafael parece não ter entendido, ou não leu com a devida atenção, o que ficou escrito. 1º: eu apelidei da prática e de um sentido político política jhiadista o Sr. deputado Miguel Tiago porque é ele que não aceita quem pensa diferente dele, aliás, o que é consabidamente típico de comunistas, que não são, nem nunca foram, democratas, porque, i que é sabido e faz parte da sua formação ideológica, não aceitam a democracia dos pontos de vistas e dos pensamentos diferentes dos deles. Não disse o que disse, o que é e foi evidente do que lhe conheço, porque ele pensa diferente de mim ou dos outros, porque eu ainda aceito a democracia e o direito de ele existir e de ele pensar diferente de mim. Mas eu sei que ele não aceita que eu pense diferente dele, até porque no dia em que ele chegar ao poder ele manda-me prender ou matar. O próprio programa do PCP propugna a ditadura do proletariado e apelida de antidemocrática, segundo o seu famigerado sentido político democrático falso e hipócrita, a democracia parlamentar e representativa eleita pelo voto universal e democrático. 2º: Por outro lado, o PCP, não se diferencia em nada da demais partidocracia portuguesa, apenas se limitando a falar contra o sistema mas come e partilha por igual dos mesmos princípio da rapina da propriedade alheia e do despesismo do erário público. Cumprimentos. Sérgio Passos.


De Tiago a 30 de Setembro de 2014 às 15:26
Eu diria ao Sr. Sérgio Passos que a sua intolerância em relação aos comunistas é própria de um fanatismo cego contra quem pensa diferente de si. PS: Não estou à espera que perceba a ironia.


De Sérgio Passos a 30 de Setembro de 2014 às 21:59
Eu digo ao Sr. Tiago que só podemos trocar estas palavras e pontos de vista porque vivemos livres de um regime comunista, portanto vivemos em liberdade e, sem ironia, muito longe das suas presunções ideológicas. Espero, sinceramente, que, um dia e sempre em liberdade, ainda venha a perceber o que escrevi, e jamais metido à força nalgum gulag ou campo de reeducação ou extermínio.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

População

A patranha do crescimento...

Portugal pode acabar, a n...

O lixo financeiro e a mer...

34 medidas para reformar ...

Eleições para caciques

O Palhaço e o Burro

Definição de Socialismo (...

A "cláusula democrática" ...

Justiça para Pedrógão Gra...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

links
Contador
blogs SAPO
subscrever feeds