Ideias e poesias, por mim próprio.
Quinta-feira, 3 de Abril de 2014
E depois da troika?

No próximo 17 de Maio termina o processo de assistência financeira da troika ao Estado Português.

No início de Julho de 2011, quando começou a supervisão estrangeira, a dívida pública portuguesa era de 167 mil milhões (mm) €, 108,2% do PIB, que soma hoje 197 mm €, 131% do PIB.

No final de 2011 o défice das contas públicas era de 4,4% e no final de 2013 passava a 4,7%.

Em 2011 o PIB português estava em 171 mm € e no final de 2013 descia a 165 mm €.

No início de 2011 o desemprego era de 10,8% e em 2013 subia a 16,3%.

Nos últimos 3 anos emigraram 270 mil portugueses, assistimos à destruição da segurança social, da saúde, da justiça e da economia nacionais.

A classe média desapareceu, somos já o 7º país mais pobre dos 28 da União Europeia, onde até os pobres com 517,00 € mensais – limiar da pobreza - pagam altos impostos.

Mas na política, na governação e na alta finança, a corrupção nunca foi tão impune e descarada, os partidos e os governantes enriqueceram.

A OCDE acusa o Estado Português estar a beneficiar os ricos por meio do sacrifício dos mais pobres e a “Transparência Internacional” denuncia o aumento generalizado da corrupção política e económica.

No passado havíamos conhecido 6 vezes a falência (1384, 1544, 1560, 1605, 1828 e 1892), mas, em meros 40 anos, o atual regime partidocrático já produziu a falência nacional por 3 vezes (1978, 1983 e 2011).

Estes pseudo-democratas, depois da traição de 1974/75 ao vasto e rico império ultramarino, desbarataram 2/3 das nossas reservas de ouro (483 toneladas de ouro, ou 22 mm de €) e, desde 1986, ano de entrada de Portugal na CEE, até 2014, disfrutaram de mais de 90 mm € oferecidos pela UE.

Perdemos a nossa independência, o país encontra-se desbaratado, somos dos países mais endividados do mundo, a liberdade está ameaçada e a sobrevivência dos portugueses é um ror de sacrifícios.

A resolução dos verdadeiros problemas sociais, económicos e políticos de Portugal está por fazer, a democracia política e económica continua a ser uma miragem.

O regime partidocrático, a cleptocracia, o nepotismo e a corrupcia de Estado que nos levaram à ruína, logo que possível, levarão Portugal a outro novo atoleiro de dívidas.

Após a troika está ainda tudo por fazer!

 



publicado por Sérgio Passos às 00:52
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

O tempo da Justiça

População

A patranha do crescimento...

Portugal pode acabar, a n...

O lixo financeiro e a mer...

34 medidas para reformar ...

Eleições para caciques

O Palhaço e o Burro

Definição de Socialismo (...

A "cláusula democrática" ...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

links
Contador
blogs SAPO
subscrever feeds