Ideias e poesias, por mim próprio.
Quinta-feira, 5 de Maio de 2016
Bloco de Esquerda: a continuação das políticas do roubo e da espoliação da propriedade privada.

O Bloco de Esquerda, qual toxicodependente ou vulgar vadio inútil, recorre à clássica solução da espoliação, vulgo roubo, da propriedade alheia, para sustentar os seus vícios e má vida, ao vir a terreiro defender a nacionalização da Banca.

Aliás, o Bloco de Esquerda mais não quer do que fazer recuar Portugal a uma das páginas mais negras de destruição da economia portuguesa, como foram os tempos do período quente dos Governos de Vasco Gonçalves de influência do Partido Comunista Português, nos anos quentes de pós-revolução de 1974-1975, do que ainda hoje sofremos as consequências nefastas, e explicam em muito a miséria em que vivemos, especialmente a falta de modernização social, política e económica de Portugal.

Porque é disso mesmo que se trata e está subjacente à ideologia e à práxis política do Bloco de Esquerda e toda a demais esquerda. Já tratarem de defender uma redução da despesa da inútil máquina do Estado, nomeadamente o ataque às despesas e roubos da oligarquia política e económica, seus gastos luxuosos, sumptuários e pornográficos de milhares de milhões de Euros, que nas Câmaras, empresas públicas, Segurança Social, Assembleia da República e Parlamentos Regionais, Ministérios, Ministros da República, Orçamentos da Presidência da República, da Presidência do Conselho de Ministros, cortar em boys e girls, ou acabar com as frotas de milhares de automóveis luxuosos do Estado, isso o Bloco de Esquerda e demais esquerda não faz e não defende.

Mas, nisso os demais partidos portugueses, dentro e fora do Parlamento, sem exceção, são todos iguais, ninguém defende ou se atreve a falar verdade e denunciar a podridão da clepocracia que reina em Portugal.

Todos os partidos políticos querem continuar nesta senda de destruição de Portugal e, a qualquer custo e, mesmo "entregando a alma ao diabo", chegar ao poder.

Os portugueses não têm mesmo solução ou salvação, e não têm ninguém que lhes valha, estão definitivamente perdidos, porque a cultura e a mentalidade do despesismo, da fraude, do roubo e do parasitismo está espalhada em regra, salvo raras e honrosas excepções, por todos os partidos políticos.

O Estado Português foi assaltado por quadrilhas de vulgares criminosos que o tomaram como sua propriedade privada, e quem vai para a politica, salvo raras e fracas excepções, deixa-se assaltar pela vaidade e facilmente quer viver de luxos, benesses e prendas ilícitas.

É será mesmo muito difícil Portugal vir-se a salvar, porque os bons, conscientes, honestos, honrados e lúcidos homens e mulheres que querem efectivamente mudar e salvar Portugal são poucos e estão rodeados desta gentinha inútil e parasita que está espalhada por todo o lado, especialmente nos lugares cruciais e decisivos dos partidos políticos e lugares cruciais da máquina do Estado e dos seus lugares decisivos.

Portugal, tenho como certo, está definitivamente perdido e não tem qualquer solução, e quem se atrever a lutar contra este rumo será eliminado social, económica, ou profissionalmente, e há grupos criminosos dispostos até mesmo a eliminar fisicamente quem se atrever a tentar lutar contra este estado de coisas!

Portugal está morto!

 

funeral de portugal.jpg

 

 



publicado por Sérgio Passos às 11:46
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

O lixo financeiro e a mer...

34 medidas para reformar ...

Eleições para caciques

O Palhaço e o Burro

Definição de Socialismo (...

A "cláusula democrática" ...

Justiça para Pedrógão Gra...

Crescimento económico de ...

Contribuintes portugueses...

64 homicídios

arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

links
Contador
blogs SAPO
subscrever feeds