Ideias e poesias, por mim próprio.
Sábado, 28 de Junho de 2014
A poluição em Condeixa-a-Nova tem nomes e responsáveis.

Depois de terem sido consultados os muitos documentos e meios oficiais dos últimos 14 anos relativos ao grave problema de poluição e contaminação ambiental que tanto aflige a população local chega-se a uma conclusão, aliás própria e usual nos problemas dos grandes poluidores: este tem sido um jogo dos gatinhos e ...das ratazanas.

Primeiro, naquela laboração estão em causa interesses multimilionários (são milhões e milhões de euros ali fumegando) que movem a atividade em causa e que enchem os bolsos dos seus proprietários capitalistas.
Estamos perante personagens gananciosas, comilonas e ardilosas que não olham a meios para atingirem os seus altos objetivos monetários.
E bastaria um simples e rudimentar meio de controlo das emissões gasosas para resolver o problema, representando um custo ínfimo dos seus milionários lucros auferidos em cada ano!
Contudo os seus sócios capitalistas deixam-nos o inferno da poluição, conspurcando tudo e todos ao seu redor, enquanto levam muitos milhões de euros nos bolsos para as suas ricas e perfumadas casas!
Os industriais poluidores haviam de viver exatamente ao lado das suas fábricas para verem o que “é bom para a tosse” e, certamente, a poluição seria uma raridade!

E o ar, o solo, a água, a fauna, a flora e o ambiente e a qualidade de vida locais definham a olhos vistos, os imóveis enegrecem, os habitantes não podem sequer abrir as janelas e as portas das suas casas, vivendo enclausurados em casa, em muitas alturas do ano, não podem secar a sua roupa ao ar livre, os seus filhos na rua e na escola respiram um ar gorduroso, sujo e nocivo, os idosos vão asfixiando, as doenças respiratórias dos residentes aumentam.
Os residentes e naturais em resposta às suas queixas foram convidados nas redes sociais por esta empresa agressora e poluente a saírem da sua própria terra!
A meia dúzia dos seus operários manuais, mal pagos, explorados até ao tutano, "carne para canhão", operando junto de um enorme foco venenoso, letal, e nauseabundo, têm sido, hipocritamente, usados para esgrimir a defesa daquele foco de poluição e contaminação ambientais.

São habilidosas porque sabem movimentar-se na complexa rede das instituições e autoridades oficiais que tutelam a respetiva atividade.
São sabedoras com antecedência das denúncias e das visitas dos inspetores, avisadas pelos seus ratos infiltrados nas autoridades e inspeções públicas.
Hábeis e manhosos sabem movimentar-se na teia das leis que regem as matérias do ambiente, dos resíduos, do domínio hídrico, das emissões e dos solos.
Ano, após ano, nos últimos 25 a 30 anos, estes sujeitos poluíram indiscriminadamente sem cumprirem minimamente com várias condições e requisitos legais, obrigações técnicas e regulamentares relativamente a inúmeros fatores e índices que lhes estão impostos de modo a mitigar a sua atividade poluente.
Contudo, marimbando-se para as suas obrigações, parece bem saberem contar, ou compram-nos, com os vazios, os silêncios, as cumplicidades e os esquecimentos dos vários organismos oficiais.
Contam com a inabilidade, a negligência, a incompetência e o atavismo próprio das instituições e autoridades oficiais que tutelam estas atividades.
E no poder local os funcionários atropelam-se uns aos outros sem serem capazes de tomar qualquer decisão efetiva, tudo se perde nos corredores.
A sua atividade delituosa está perfeitamente à vista e é bem sabida pelo Estado, mas as muitas instituições oficiais, tanto as de proximidade como as demais, licenciadoras, fiscalizadoras e sancionadoras, nada fazem para combater este grave problema.
Desde há muitos anos, têm sido meros gatinhos a darem-lhes "festas" e lambidelas, portanto, deixando-as reinar, gozar e abusar, à sua vontade dos habitantes locais.
Chegaram até ao ponto de chantagearem o poder político local exigindo-lhes milhões de euros de valor de área construtiva como compensação para se deslocarem para novas instalações.

E para os políticos não pode haver mais propícia ocasião e melhor proveito do que fazer-se mais um negócio com empresários gananciosos.
Ainda mais irónica foi a coincidência entre a marcação para dias a seguir da manifestação da indignação popular e a apressada deliberação do executivo local em ordem a deslocar-se esta fossa a céu aberto para as …proximidades!
Como se as nuvens de poluição dali libertadas não chegassem a 10 e mais quilómetros de distância!
A sua deslocalização a fazer-se, será, certamente (!), a troco de uns largos milhões de euros de indemnização e, a acrescentar, o provável licenciamento do atual espaço para uma nova e volumosa área de construção.
Ora bem, mais uma “derrapagem” e tudo a ser suportado pelos contribuintes!
Licenciamento imobiliário, construção, futebol e políticos, eis a conhecida “santa” aliança da III República de Portugal!
E até mesmo o presidente local pretende agora chegar à fala com os proprietários da empresa para com eles se entender!

Rotineiramente, quando outros "altos" e bem lucrativos interesses lhes convêm, por eles chamados de elevados volumes de bagaço, poluem descarada e prolongadamente ainda mais o ar circundante e em vários quilómetros ao redor, sujam e pintam de negro os edifícios em toda a sua volta, conspurcam a sua ribeira com águas sujas e não tratadas, contaminam os solos e o ambiente em geral.
O processo produtivo é feito à descarada, com a suspeita do uso de perigosos solventes químicos, com o processamento de resíduos apodrecidos, infestados, e à mistura com terra, pó, areia, fumos, lixo e demais bicharada aérea e rastejante.
Nas épocas mais lucrativas e convenientes, produzem sem controlo nem limite temporais, utilizando indiscriminadamente resíduos de várias proveniências e de vários tipos em adiantado estado de decomposição, portanto podres, azedos, infestos e conspurcados, libertando cheiros, odores, fumos e emissões fétidas, rançosas e nauseabundas que, gravemente, atentam contra a saúde humana e o meio ambiente envolventes.
A própria saúde pública está em grave suspeita ao serem colocados no circuito alimentar produtos para consumo que, garantidamente não são fiscalizados nem controlados, muito provavelmente são impróprios para consumo.

Ora, para dar lhes caça são precisos gatos pacientes, tenazes e corajosos.
O povo local, nos próximos anos, porque esta caçada vai durar e perdurar, é que vai decidir se quer continuar, ou não, a ser comido por parvo por estas velhacas criaturas.


"A ver vamos"!

 

 

 



publicado por Sérgio Passos às 20:18
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Junho de 2014
Feliz aniversário do Português!

A língua portuguesa faz hoje 800 anos!
É a língua mais falada do hemisfério sul e a quarta mais falada em todo o mundo e completa hoje oito séculos. 
É que há precisamente 800 anos, no dia 27 de Junho de 1214, era assinado em Coimbra o Testamento do rei D. Afonso II - considerado o mais antigo documento oficial escrito em português.
Apesar de ser tão maltratada... são 244 milhões de falantes de português em todo o mundo!
Parabéns à língua portuguesa e a todos os falantes em português!

 



publicado por Sérgio Passos às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 26 de Junho de 2014
Impeachment popular de Cavaco Silva já!
O Conselho da Diáspora, da autoria do Presidente da República, foi apenas mais um sinal do grave exemplo do autoritarismo do regime político português.
Este foi mais um exemplo de um órgão colegial, aliás semelhante a muitos outros órgãos políticos, como o Conselho de Estado, o Tribunal Constitucional, os Tribunais, o Ministério Público, os Órgãos ou Altas Autoridades, os Institutos, as Direções-Gerais, entre muitos outros, que não são eleitos ou sequer influenciados pelo voto popular.
Este Conselho da Diáspora chega até a ser escandaloso e antipatriótico, é um órgão composto por agentes e pessoas vindas de governos estrangeiros, muitos deles portugueses que há décadas não têm qualquer contacto com Portugal e os portugueses.
Mas, devemos também olhar para o que já não espanta e que ninguém pensa, vejam-se o próprio Governo e o seu Chefe, o 1.º Ministro, que também não são eleitos ou escolhidos direta ou nominalmente pelos portugueses.
Até mesmo os deputados são eleitos em lista fechada, por escolha e controle absoluto dos Partidos Políticos, acontecendo que, na maioria das vezes, um grande número dos deputados eleitos não chegam sequer a tomar posse dos seus cargos na Assembleia da República ou nas Assembleias Regionais.
E a eleição dos deputados das Assembleias é de tal maneira fraudulenta que a maioria dos eleitos, antes mesmo de figurarem nas listas partidárias, entregam previamente uma declaração de demissão aos seus partidos, fazendo estes, inúmeras vezes, o seu uso para afastarem os deputados eleitos pelo povo caso não obedeçam às ordens das direções dos seus partidos.
Já no caso do Presidente da República chega-se ao cúmulo antidemocrático e da impunidade criminal, quase própria de uma autocracia ou uma ditadura que, faça o que fizer o titular do cargo, cometa ele o crime que muito bem lhe dê na gana (mate, roube, viole, ofenda ou atinja pessoas ou o património de terceiros), ou até mesmo que fique gravemente doente, ou incapacitado, por exemplo com alzheimer, fique demente ou louco, que não existe qualquer meio legal ou constitucional para ser deposto, demitido ou afastado do cargo.
O PR pode até se marimbar para a própria Constituição que jura cumprir e fazer cumprir, e não existe qualquer meio ou de impeachment que o afaste das suas funções e do seu lugar.
Ora, com este regime político autocrático e nepotista o povo português sabe certamente que tem de pagar os altos custos dos desmandos e da corrupção dos titulares dos cargos políticos, mas não tem à sua disposição qualquer meio de sancionar, punir ou destituir os políticos corruptos e abusadores.
E abundam atualmente inúmeros titulares de cargos políticos que estão ou estiveram envolvidos e estão condenados em casos de corrupção, abusos de poder, usos e apropriação indevidas e ilegais, até mesmo criminosas, de meios do Estado e ou utilização de cargos, funções ou meios públicos em proveito próprio e para o seu ilícito enriquecimento.
Sejam o Presidente da República, o 1.º Ministro, a Presidente da Assembleia da República, o Presidente do Governo Regional da Madeira, os deputados da Assembleia da República ou os das Assembleias Regionais, os Presidentes das Câmara Municipais e muitos outros, todos eles estão manchados da sujeira do nepotismo deste regime e, muitos deles, estão inclusiva e comprovadamente envolvidos em corrupção, abusos de funções, tráficos de influências, apropriação indevidas de meios e recursos públicos, e na utilização de funções públicas para ilegítima e ilicitamente enriquecerem.
Mas, porventura, ainda haverá um qualquer português em juízo perfeito, que não beneficie ou que não tenha as mãos manchadas deste regime corrupto, que não seja criminosamente protegido pelo este Estado-de-Mal-e-de-Crime, que racionalmente acredite que vivemos numa democracia nesta III República?
E voto popular e os atos eleitorIs eleições mais não são do que a mentira e a fraude pela qual o regime e os seus autores, desde o 25 de Abril de 1974, mantêm o obscurantismo político do povo.
Está na altura do povo dar o fim à III República, pondo fim ao regime partidocrático, e exigir uma democracia real, participativa e cívica em Portugal.



publicado por Sérgio Passos às 00:39
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Junho de 2014
Polícias portuguesas: forças de paz ou de guerra contra o próprio povo?

As polícias de países bem mais desenvolvidos do que Portugal, no que eu concordo inteiramente, não trazem armas consigo nas suas operações de rotina.
Nestes países desenvolvidos, com muito paz social, menos criminalidade e mais felicidade geral, as armas só são utilizadas pelas forças policiais em operações especiais e devidamente autorizadas. 
E para mim quem mata outro ser humano, pior ainda quando é uma criança indefesa, pelas costas, para mim é, e será sempre, um assassino e um cobarde!

Nenhuma morte é tolerável ou aceitável, e muito menos quando resulta da atuação policial!

O paradigma do uso da força pelas policias deve mudar em Portugal!

Violência traz apenas mais violência, as armas trazem mais armas e apenas estimulam o seu uso irracional com prejuízo do uso alternativo e prioritário das medidas de diálogo, paz e civismo.
As armas devem ser tiradas a todas as forças policiais portuguesas, devendo estas começaram a estar na rua, portanto desempenhando as suas missões de rotina, sem qualquer instrumento letal e tendo subjacente e somente em vista a melhor aplicação pacífica da lei.
A atuação policial deve, portanto, fazer-se pela educação, pela paz e pelo civismo, e jamais pelo uso da força, qualquer que ela seja, contra os cidadãos.

A força bruta ou armada deve ser só utilizada como última ratio e só depois de estarem esgotados todos os outros meios pacíficos.
O melhor exemplo de civismo, paz social e educação deve começar pelo Estado!

 

 



publicado por Sérgio Passos às 10:58
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 21 de Junho de 2014
Santa Casa para quem?
É totalmente falsa a notícia de que um português ganhou o prémio de € 24.974.879,00 no sorteio do euromilhões no dia de ontem.
Descontados de 20% de imposto de selo para alimentar o Estado parasita e ladrão, ou sejam € 4.994.975,80, o apostador português só vai receber a quantia de € 19.979.903,20.



publicado por Sérgio Passos às 11:35
link do post | comentar | favorito
|

Julgamentos políticos de volta a Portugal!
Na próxima segunda-feira voltamos a assistir em Portugal a um julgamento por Delito de Opinião.
O jovem artista Élsio Menau vai ser julgado no Tribunal de Faro pela acusação da autoria e prática do crime de Ultraje aos Símbolos Nacionais, pelo simples facto de, em 2012, ter pendurado a bandeira nacional na posição de enforcada como forma de protesto pela desastrosa situação política e económica em que Portugal se encontra.
É uma vergonha este processo judicial e, pensava-se, que jamais alguém pudesses ser perseguido pelas suas opiniões.
Ou voltamos aos julgamentos políticos bem ao estilo fascista do antigamente?



publicado por Sérgio Passos às 00:36
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Junho de 2014
Motoqueiros barulhentos poluem com ruído até quando?

Alguém me pode explicar porque é que a GNR - Brigada de Trânsito tanto tem investido em radares de medição de velocidade e ainda não fez o mesmo com os necessários aparelhos de medição de decibéis para combater a praga que constituem as motorizadas com tubes de escape livre e que poluem cada vez com ruído estridente as ruas das cidades e vilas?
Ou, já não interessa ao Estado o grave problema de saúde pública que é o ruído dos tubos de escape livre e as suas consequências altamente danosas e prejudiciais nos audição das pessoas?
- ver: artigo 30º do Código da Estrada e artigo 16º do Regulamento do Código da Estrada.

 

 



publicado por Sérgio Passos às 16:38
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 15 de Junho de 2014
O plano oficial dos sucessivos Governos e do Estado Português: queimar Portugal e a sua floresta.

Segundo dados oficiais, nos primeiros 31 dias da época oficial de fogos de 2014, com início em Maio, já se verificaram mais 44,6% de fogos do que em igual período do ano passado.

Tudo apontar para mais este ano e mais uma vez, agora com o alto patrocínio do atual Governo de Passos Coelho, o triste espetáculo, entre muitos outros deste pobre país, o incremento dos incêndios em Portugal.

No ano de 2013 ardeu o total de 140 mil e 944 hectares.

No ano de 2012 arderam 110 mil hectares da mata nacional e os seus prejuízos económicos decorrentes estimam-se em quase 100 milhões de euros.

A União Europeia calculou que só no ano de 2010, o custo económico direto dos incêndios, pelos danos na floresta, e o indireto, no repovoamento florestal e na economia em geral, ascendeu a 200 milhões de Euros.

E há já 20 anos que se discute a aquisição de meios aéreos próprios e com carácter permanente ao serviço do Estado de uma frota de aviões.

Cada avião canadair custa 20 milhões de euros e cada helicóptero pesado 6.5 milhões; sendo o custo estimado para a aquisição dos meios aéreos necessários para combater os fogos, reclamados há já 20 anos por especialistas e bombeiros, de 6 canadairs e 10 helicópteros, naquela mesma quantia de 200 milhões de Euros.

Entre as empresas que alugam os meios aéreos ao Estado, acusam os bombeiros, contam-se personalidades e pessoas conhecidas de ex-ministros, dizem, como o conhecido Silva Peneda, ex-ministro e grande amigo de Cavaco Silva, e muitos outras personalidades da política, curiosamente, muitas delas ligadas direta e indiretamente ao BPN.

Só nos últimos 10 anos o Estado terá gasto com o aluguer das aeronaves mais de 350 milhões de Euros -, portanto mais do que o custo total da compra dos meios aéreos e da respetiva manutenção e pessoal -, em 2012 o seu custo total será de cerca 100 milhões de euros, qualquer coisa como 5 vezes mais do que em 2005, e continuamos sem os meios aéreos.

E continuam também sem se fazer à décadas as mini-hídricas, os aceiros e as proteções contra os fogos e os bombeiros, mesmo após serem inundados de milhões de euros, continuam sem a formação adequada.

Enquanto isso, da área de floresta de Portugal, a que corresponde a 3.2 milhões de hectares, nos últimos 10 anos, já terá ardido mais de metade, ou seja 1.8 milhões de hectares e nos últimos 25 anos terá ardido uma área total de cerca de 2.5 milhões hectares, contribuindo isto para a desertificação dos meios rurais, matando o interior de Portugal, e agravando o abandono da própria floresta e da agricultura.

Mas os incêndios florestais garantem aos políticos um enorme circo mediático, mostrando no Verão a “meio mundo” pela TV, em “prime time”, a miséria e o sofrimento alheios, criam novos pobres e subsidiados no litoral e nas grandes cidades de que os Governos e os Partidos Políticos tanto necessitam para terem os seus “rebanhos” a quem dão esmolas, enganam com falsas promessas e fazem o simulacro das eleições.

Desde há 25 anos que o país continua a arder e nenhum Governo, desde Cavaco Silva, a António Guterres, a Durão Barroso, José Sócrates e agora com Passos Coelho, se mostrou interessado em fazer cessar este permanente desastre de custos incomensuráveis.

Antes, continuam a grassar os incêndios em Portugal e só, concluímos, porque os sucessivos Governos o desejam, planeiam e atiçam e, em última análise, o que está provado à saciedade, como estamos fartos e cansados de ver, querem ver o país e aos portugueses destruídos em cinzas.



publicado por Sérgio Passos às 20:05
link do post | comentar | favorito
|

O Madoff português!

Segundo a revelação do contabilista do BES ao jornal "Expresso", Ricardo Espírito Santo mentiu sucessivamente aos acionistas e depositantes durante anos a fio, falseou as contas do BES em cerca de 5 mil milhões de euros!!!

Ainda segundo a mesma notícia, com todo o dislate do mundo Ricardo Espírito Santo desrespeitou as instituições de supervisão como a Bolsa de Valores e o Banco de Portugal.

Perante isto tudo, nós temos de perguntar: esses atos de tamanha gravidade não vão ter nenhumas consequências criminais?

É que se isto se passasse num país em que a Lei e o Estado de Direito se fizessem minimamente cumprir e respeitar, estes banqueiros aldrabões, que usam e abusam da confiança pública e do dinheiro dos seus depositantes, pondo em causa todo o setor financeiro e por arrastamento a respetiva economia economia nacional, iam logo, como vimos recentemente nos Estado Unidos da América com o Madoff e outros, para o xelindró para o resto das suas vidas!

Ou, pelos vistos, como já sabemos que em Portugal reina o crime, desde a Presidência da República, passando pela Assembleia da República entregue a seitas criminosas e mafias diversas, e um Governo da República entregue a agiotagem e bandidagem, parece que todo o alto crime de colarinho branco tem boa e garantida proteção na Justiça! Triste país este de Portugal em que o crime faz lei e os maiores bandidos nacionais recebem comendas e medalhas por ocasião do festival nacional do 10 de Junho!

Porreiro páh!

 

http://expresso.sapo.pt/contabilista-revela-como-as-contas-do-ges-eram-manipuladas=f875448

 

 



publicado por Sérgio Passos às 12:06
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 9 de Junho de 2014
"Por uma Condeixa-a-Nova limpa"
"Por uma Condeixa-a-Nova limpa".
No dia de ontem, 7 de Junho de 2014, o povo de Condeixa-a-Nova tomou uma nova e exigente consciência ecológica, social e económica.
Os Condeixenses exigem respeito pela sua qualidade de vida!

Grupo: https://www.facebook.com/groups/391908987614401/
Página: https://www.facebook.com/Condeixaanova.limpa?ref=bookmarks



publicado por Sérgio Passos às 00:21
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

A "cláusula democrática" ...

Justiça para Pedrógão Gra...

Crescimento económico de ...

Contribuintes portugueses...

64 homicídios

Os repetidos contratos po...

António Costa contratou a...

O crescimento pornográfic...

A fácil e a difícil soluç...

Jornalismo ou Propaganda

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

tags

todas as tags

links
Contador
blogs SAPO
subscrever feeds